Psicologia Fenomenológico – Existencial

                 A Psicologia Fenomenológico-Existencial parte da premissa de que somos seres constituídos no mundo: ser-no-mundo. A partir da relação que mantemos com o nosso mundo, mostramos modos de ser que dão sentido para a nossa existência. Quando não vemos mais sentindo naquilo que fazemos, algo restringe nossos modos de vir-a-ser, impedindo a realização de pequenas ações no nosso dia-a-dia.
O trabalho da psicoterapia fenomenológica existencial é restabelecer os sentidos da existência do indivíduo através de uma escuta atenta, sem julgamento e ideias formadas a priori. A escuta é voltada para a compreensão do sentido que emerge da fala do paciente, mesmo, na maioria das vezes, estando este sentido encoberto para ele próprio. Seu desvelar e compreensão dos modos de ser são um convite para a possibilidade do paciente se aproximar e se apropriar de si mesmo e de seu mundo e lidar mais livremente com o próprio existir.

Maíra Silva Mammana Carrile
Psicóloga/ CRP: 06/10113

Nascemos da necessidade da integração entre o corpo, mente e emoção, através das diversas terapias holísticas existentes.